Apologia da Preguiça

Depois de uma tarde de trabalho que se prolongou pelo início da noite, que bem que sabe parar! Esvaziar o pensamento, acompanhada por uma chávena de chá e, aos poucos, planear o dia de amanhã, mas sem pressas e se a cabeça quiser deambular por outros lados nos entretantos, deixá-la! Já trabalhou o suficiente por hoje.

O descanso também faz parte do dia de trabalho, infelizmente damos pouco valor a essa tão importante parte da nossa vida. E é quando recarregamos energias, literalmente!

Um pouco de preguiça é saudável e dá saúde. O corpo entra em “reset mode” e o cerébro também. E nós ficamos com aquela sensação de bem-estar, de metas alcançadas, se cedermos um pouco a preguiça!

“A preguiça á a mãe do progresso, se o Homem não tivesse preguiça de caminhar, não teria inventado a roda”

Mario Quintana

Nesses momentos, o pensamento pode voar livremente, a nossa atenção descansa, o corpo abranda o ritmo e porque nos damos ao luxo de sossegar das correrias, porque deixamos de estar dependentes de horários ou cingidos por regras e deveres, abrimos espaço para o nosso eu despreocupado sair e por isso abrimos as portas a ideias novas, e a nossa mente cresce dando espaço à criatividade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.