Do outro lado do vidro

À espreita por uma janela, encontramos algumas surpresas, até pode ser só o nosso reflexo no vidro a olhar-nos de volta. O que verá? Para nós pode ser uma oportunidade de vermos a vida por uma perpectiva diferente.

Reflectir

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No espelho água reflecte-se a imagem de uma ponte. Atravessar uma ponte é uma mudança de margem, um “ir para o lado de lá”. Há rios com margens igualmente bonitas, mas outros há em que isso acarreta uma mudança profunda. Há travessias mais perigosas, outras mais seguras. Há pontes mais frágeis e pontes mais fortes. Há rios mais revoltos ou mais profundos ou com correntes contrárias ou remoinhos, há rios mais calmos.

Ao longo dos anos deparamos com diversos tipos de pontes que nos ajudam a atravessar os nossos “rios”.