O Comboio

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Carla Baptista’s Photo

Sempre gostei de comboios, não sei se por ler as histórias da “Maria Fumaça” ou por causa daquele som ritmado “poucas terra, pouca-terra” das rodas nossa carris ou se apenas por ser uma forma calma de viajar, a verdade é que muitas das minhas recordações de infância estão ligadas a comboios. Há o filme: “O comboio que levava saudades”, que fui ver ao cinema com a minha tia, há o comboio que me transportava para as praias da linha, há o comboio que me levava a esse mundo tão diferente, no norte de Portugal e há “O Comboio”, a revista que surgiu de uma tarde de brincadeiras com a minha amiga Paula.

As lembranças às vezes misturam-se entre o que aconteceu verdadeiramente e como nós recordamos os acontecimentos. Como começou, honestamente não sei, o que me lembro é de um livro acerca de comboios, bonecos, tardes de brincadeiras nas férias de Verão e uma idéia: editar uma revista. A partir daí começámos a pensar como tornar essa idéia numa realidade: escrever sobre assuntos actuais, fazer entrevistas, criar o logotipo e, claro, fazer uma revista a sério. Amigos constroem sonhos juntos, amigos transformam esses sonhos em realidade e amigos vão à luta juntos. E assim foi, máquinas de escrever fora da caixa, marcadores prontos e gravador em punho (para as entrevistas), partimos para a contrução de uma revista de férias, ou melhor, uma revista que só sairia nas férias! Muito trabalho depois, faltava “soltar” a revista, levá-la para fora daquelas paredes. Aqui, confesso, tive que ser persuadida, a “reduzir” o tamanho do sonho, por razōes que só os adultos pensariam: burocracias! Como não sou nem nunca fui fácil de convencer sem uma boa razão, a melhor maneira foi dizerem-me que não poderia ir vender a revista nas ruas a menos que cumprisse as regras exigidas para as publicações. Fiz a pesquisa e percebi que a menos que “O Comboio” circulasse apenas pela família e amigos, seria difícil de concretizar. Entendi nessa altura que a vida é feita de compromissos e de cedências, entre prescindir totalmente do nosso sonho ou continuar com a nossa revista, achei que o tempo que passávamos juntas a construir uma revista era bem melhor do que perder tempo com “papelada sem interesse”. E assim nasceu “O Comboio”, a revista publicada só nas férias, para família e amigos. Sem tempo perdido e com muito boas recordações à mistura!

New Horizon

Throwback Thursday

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s